ABRABULL Bulldog Inglês
Faça parte desta associação!

Reprodução

Data: 22/11/2012

REPRODUÇÃO
Os problemas de reprodução, encontrados pelos criadores são numerosos e diferentes uns dos outros. Estes problemas constituem um sério entrave ao sucesso desta criação e decorrem das particularidades da anatomia e fisiologia da raça, fixadas pela seleção.

ACASALAMENTO É DIFÍCIL
Muito pesado e compacto, de uma natureza bastante linfática, o macho sente uma dificuldade para um acoplamento natural. Quase sempre são necessárias providencias para manter os parceiros unidos e permitir o acasalamento. Por isso a maioria dos criadores, no mundo inteiro, utilizam da técnica de IA (inseminação artificial), que é o método mais eficaz, seguro e menos estressante tanto para o macho quanto para a fêmea.

A TAXA DE FECUNDIDADE É FRACA
Ainda que os cios das fêmeas sejam notados, a data de ovulação é extremamente variável. Existe um considerável percentual de fêmeas hipo férteis.

O PARTO RARAMENTE É FÁCIL E NATURAL
É notório que se trata de uma raça que apresenta problemas de reprodução; porque hoje a raça apresenta o terço anterior do corpo amplo e potente e uma pelves estreita e fina. Isto não é tudo, nenhuma outra raça tem um tamanho de cabeça em proporção ao corpo tão grande o que contribui para tornar difícil o parto que, habitualmente se realiza por cesariana.

A seleção foi baseada no tamanho da cabeça e na largura dos ombros, sem se preocupar com a adaptação da bacia da cadela; porque, eventualmente, face a alguma deficiência hormonal, a cadela não entre em trabalho de parto; porque muito amiúde, há presença de um ou vários filhotes com edema, ou a contração anormal de uma trompa uterina provoca a retenção de toda a ninhada; porque o tonos muscular é fraco muitas vezes, correspondente ao caráter tranqüilo de grande parte dos exemplares da raça o que impede a expulsão de todos os filhotes, acarretando uma cesariana de urgência, feitas em condições difíceis numa cadela já esgotada. Pesquisas realizadas indicaram um percentual muito baixo para a possibilidade de uma fêmea de Bulldog parir normalmente uma ninhada inteira, como ocorre com outras raças.

Muitos filhotes são perdidos por sofrimento fetal, porque algumas pessoas desconhecem estas estatísticas ou preferem desconsidera-las. Noutras ocasiões alguns profissionais que prestam atendimento ao proprietário da cadela, por desconhecer os problemas da raça, ou por não se convencerem quando alertados sobre estes problemas, induzem o proprietário a crer na possibilidade do sucesso de um parto normal.

Confira outras notícias

CBKC FCI CBRB
Premier
Site produzido pela Netface